28 de maio de 2013

Atividades que promovem experiências reais de aprendizagem

Este é o segundo post sobre Princípios de Aprendizagem Infantil. Hoje vamos concluir abordando as Atividades que promovem experiências reais de aprendizagem. As dicas são baseadas no Livro “A Criança de 0 a 3 – Orientação para o Ensino”, de Silvana C. Rego e Peggy Jo Smith.

 

 

 

Atividades

 

Até aqui você já sabe quem é a criança que vai aprender, como ela aprende, o que precisa aprender. Agora, vamos ver como estimular esta criança a passar por experiências reais de aprendizagem. A palavra chave é Atividades.

 

As atividades podem ser classificadas, de acordo com a movimentação que provocam, em: calmas, semi-movimentadas e movimentadas.

 

1Atividades calmas: todas as crianças precisam e gostam deste tipo de atividades. São elas que criam oportunidades para a criança observar, ouvir e ser ouvida.

 

Livros: precisam estar dispostos na prateleira ao alcance da criança e ela deve ser informada que pode manuseá-los e que deve cuidar bem deles. A Bíblia é um livro que não pode faltar na sala das crianças. Ela deve saber que ali estão as histórias sobre Jesus, Deus, a Natureza, pessoas bondosas. Existem lindas opções de Bíblias Infantis Ilustradas, por exemplo.

 

Gravuras: simples e variadas.

 

Objetos da Natureza: concha, ninho, folha, pedra, sementes em potes bem fechados.

 

2Atividades semi-movimentadas:

 

Desenhar: deve ser uma atividade livre. Não se deve oferecer para bebês de 0 a 2 anos, em nenhuma hipótese, desenhos prontos para colorir. Por melhor que seja a intenção, só contribuirá para impedir que a criança desenvolva de modo natural a sua criatividade e em muitos casos, serve para atrofiá-la. Coloque os desenhos no varal ou mural da sala. A criança de 3 e 4 anos já pode pintar figuras, mas o desenho deve ser grande e não se deve cobrar perfeição.

 

Construir: atividades com blocos são classificadas de livres. Os blocos além de ajudarem no exercício dos músculos, servem também como veículo de expressão das emoções, convívio social (compartilhar), desenvolvimento da criatividade, noções de tamanho, superfície, forma, peso, volume, quantidade, equilíbrio; embasamentos de noções de física e geometria. Claro que as crianças não estão conscientes de que estão aprendendo tudo isso. Mas você, como professora, não deve privar seus alunos de tão rica experiência. Ainda há as oportunidades de desenvolvimento do pensamento sobre tema livre ou dirigido. Ex.: a criança faz uma construção e diz que é a sua casa. Cante com ela um cântico sobre família, cite um pensamento bíblico sobre o lar ou faça uma oração simples agradecendo a Deus pelo lar. Enriqueça as atividades com blocos com objetos para complementar: bonecos, animais, móveis em miniatura, gravuras.

 

Modelar: a criança gosta de apertar, enrolar, bater, fazer bolinhas e amassar. Serve para o desenvolvimento da coordenação dos pequenos músculos dos dedos e mãos. Se ela se mostrar agressiva no trabalho, cante suavemente uma melodia que fale sobre o amor ou diga com carinho: eu amo você!

 

Pintar: o uso de tintas oferece à criança uma maneira de expressar seus sentimentos. As atividades com tintas podem ser feitas com os dedos ou com pincel.

 

– Com os dedos: excelente recurso para o desenvolvimento da coordenação visual-motora e motora; noções de ritmo, experiências táteis e visuais. Possibilita também a descarga de energia. Essa atividade deve ser desenvolvida com a criança em pé junto à mesa; ela deve usar avental para não sujar a roupa. (Própria para 2 anos).

 

– Com pincel: além dos benefícios citados acima, a pintura com pincel acrescenta o desenvolvimento de atitudes de ordem, responsabilidade, solidariedade e respeito ao próximo. Isso em função da lavagem dos pincéis, da espera e da apreciação pela obra dos colegas (Própria para 3 anos). Terminada a atividade a criança é responsável pela limpeza da mesa e lavagem dos pincéis, tudo com ordem e espírito de colaboração.

 

Recortar e Colar: as atividades realizadas com cola e tesoura auxiliam muito o desenvolvimento da coordenação visual-motora e dos pequenos músculos da mão. Própria para 3 anos, sendo que nenhuma produção final deve ser cobrada e muito menos exigir que a criança recorte modelos riscados. Ela deve recortar livremente as formas que desejar. O valor da atividade reside exatamente no exercício do controle dos movimentos comandados pelo cérebro, por seu interesse e objetivos. Associada ao recorte está a colagem.

 

Jogar: a variedade de jogos é grande: armar, encaixe, de enfiar, de montar, quebra-cabeça, dominó e outros. São importantes para o desenvolvimento da memória, da percepção de cores, de quantidade, de ordenação de fatos, de classificação de ideias e da discriminação visual, auditiva, olfativa, tátil. Ajuda no processo de sociabilização.

 

Observação: os jogos do tipo desafio só devem ser oferecidos à criança quando ela tiver condições de superá-los, afim de não lhe causar frustração e tristeza. Os jogos oferecem grandes oportunidades de ensino bíblico. Ex.: as peças do dominó podem ter figuras de objetos peculiares à vida em igreja. Os quebra-cabeças podem ser feitos com gravuras relacionadas a assuntos bíblicos.

 

3 – Atividades movimentadas: atividades em que as crianças se movimentam: correm, sobem, pulam, saltam, balançam-se, equilibram-se, suspendem-se, arrastam-se, arremessam.

 

Importante: Para as atividades calmas, semi-movimentadas e movimentadas providencie em sua classe lugares específicos, de acordo com o assunto que vai abordar, como:

 

Cantinho da Música

 

Cantinho dos Livros (e gravuras)

 


Cantinho da Natureza


Cantinho das Artes


Cantinho dos Brinquedos

 


Cantinho de Missões

 

Cantinho da Oração

 

Bibliografia: “A criança de 0 a 3 – Orientação para o ensino”, de Silvana C. Rego e Peggy Jo Smith.

 

 

  • Continue ligado, inscrevendo seu e-mail ao lado direito desta página para receber as atualizações.

 

  • Ajude a espalhar a mensagem, compartilhando este link em suas redes sociais.
POSTADO POR

3 comentarios

  • Salete M. Marinho 4 anos ago
     
     

    Ricas sugestões, estamos fazendo uso e sendo abençoados, que Deus lhe fortaleça a cada dia. Um forte abraço.

    Responder
  • Priscila R. C. Rocha 4 anos ago
     
     

    Muito boa esta aula!! E útil!!

    Responder

Deixe seu comentario :)

Contact Us