O Poder das Palavras

Deixo aqui um alerta para todos os pais e educadores.

Sempre devemos aprimorar nossa estratégia de ensino e nossas ações, com a intenção de melhorarmos nossos métodos, atitudes e currículos de ensino.

A Palavra de Deus é e deve ser a nossa regra de conduta. O livro de Provérbios nos ensina muito e deixa um alerta para todos nós que temos a responsabilidade de educar filhos e ensinar crianças. Para isso todos nós fazemos uso das palavras.

E o que o livro de Provérbios nos ensina sobre as palavras, lábios, boca e língua?

Pv. 12.18 – Toda palavra é importante. Palavras podem poderosamente destruir e construir. As palavras tem capacidade de produzir alegria e proporcionar vida, mas também há nelas o perigo mortal.

O mundo foi criado pela Palavra de Deus: (Hb. 11.3). E Jesus que é a Palavra nos trouxe vida. Mas por causa do pecado temos a tendência de machucar e destruir com palavras, de fazer observações maldosas. Devemos ser sábios e usar as palavras que acalmam e curam, que confortam e ajudam. (Pv. 12, 13,14,19).

Palavras verdadeiras tem grande poder, palavras mentirosas comprovam-se fracas. Como nossas palavras podem ser delicadas, acalmar e ao mesmo tempo ser verdadeiras, sinceras? (Ef. 4.29)

Aproveite para ler os textos abaixo para avaliar o poder da palavra:

Pv. 6.17 – Mentira;
10.11 – Fonte de Vida (esconde violência);
10.13 – Sabedoria;
10.14 – Ruína;
10.19 – Muita fala produz Transgressão;
10.21 – Palavra dos justos produz Edificação;
10.32 – Saber agradar x buscar o mal;
11.12 – O sábio não é maledicente;
11.13 – Do mexeriqueiro é a fofoca;
13.3 – Preservação x ruína;
14.5 – Verdade x mentira;
15.1 – Mansidão x violência;
15.4 – Paz x angústia;
15.23 – Bom uso traz alegria;
15.26 – Bom uso agrada a Deus;
16.1 – Bom uso vem de Deus;
16.24 – O bom uso é saudável ao corpo e a alma;
17.7 – Elogio ao louco x mentira do líder;
17.27 – Quem a domina é sábio;
18.8 – Fofoca “cola” fácil;
18.20 – Reflete a vida;
18.21 – Tem poder de vida e morte;
19.1 – Melhor pobre que perverso;
19.5 – Castigo para o mentiroso;
19.20 – Perverso se alimenta da mentira;
20.15 – Bom uso é muito valioso;
20.19 – O difamador deve ser evitado;
21.23 – Silêncio poupa sofrimento;
23.9 – É inútil com o insensato;
23.15 – Bom uso alegra os pais;
24.2 – O mau murmura a maldade;
24.26 – Resposta sincera prova amor;
25.11 – Bom uso é valioso;
25.15 – Bom uso dá persuasão;
26.25 – Palavras doces x planos destruidores;
26.28 – Mentira e lisonja mostram ódio;
27.2 – Elogio só vale dos outros;
29.12 – Mentira gera corrupção;
29.20 – Precipitação gera desgraça;
30.32 – Conter a rispidez evita riscos;

Pv. 12.25 – Vamos usar a palavra encorajadora. Jesus veio para revelar a verdade e curar a humanidade. Vamos seguir o seu exemplo!

Aprenda a falar o necessário.

A fala revela 4 coisas na vida:

1 – Revela as nossas emoções. Mateus 12.34
2 – Revela a nossa personalidade. Mateus 5.37
3 – Revela a nossa autoridade. Provérbios 18.21
4 – Revela a nossa espiritualidade. Efésios 5.18-21

Não é só o que fala em línguas que mostra espiritualidade, mas aquele que profere palavras de bênção, de vida nos relacionamentos. O Senhor reprova os maldizentes. O maligno calunía os santos, semeia contendas, é acusador.

Mas nós devemos seguir o exemplo de Jesus, usando as palavras para abençoar, edificar, trazer vida. Que Deus nos abençoe neste novo ano e nos ajude a falar somente o que agrada a Ele e o que produza frutos para Sua Glória.

Amém.

  • Se você gostou deste post sobre O Poder das Palavras, deixe aqui seu comentário.
  • Compartilhe nas redes sociais e nos ajude a passar esta mensagem adiante.
    Até a próxima. =)
você pode gostar também:
1 comentário
  1. Lucilene Agripina Cerqueira Pena comentou:

    Maravilhoso!! Aprendo muito com os textos e são ótimos para condução em nossos lares e também na EBD e culto infantil.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Contact Us